A CONSTRUÇÃO IMAGÉTICA DO SUJEITO CRIMINOSO NO ESPAÇO/ESTADO DE EXCEÇÃO MIDIÁTICO

  • Aline Ferreira da Silva Diel Unijuí
  • Luane Flores Chuquel Unijuí

Resumo

As crescentes transformações penais experimentadas pela sociedade brasileira na contemporaneidade possuem como pano de fundo um movimento baseado na propagação estética da imagem. Com efeito, a mídia de notícias, especificamente a televisiva e jornalística, assume esta roupagem ao direcionar a exposição de informações de forma seletiva e parcial. A partir desta abordagem, o problema deste trabalho analisa a construção do paradigma imagético do sujeito criminoso no espaço/estado de exceção midiático pautado pela ideologia punitiva. Para análise da problemática, adota-se o método de pesquisa fenomenológico. Conclui-se, desse modo, que a mídia influência, de forma contundente, a expansão punitiva pelo Estado a partir da criação de estereótipos de criminalidade.

Publicado
2018-07-17
Como Citar
DIEL, Aline Ferreira da Silva; CHUQUEL, Luane Flores. A CONSTRUÇÃO IMAGÉTICA DO SUJEITO CRIMINOSO NO ESPAÇO/ESTADO DE EXCEÇÃO MIDIÁTICO. I Congresso Nacional de Biopolítica e Direitos Humanos, [S.l.], jul. 2018. Disponível em: <https://publicacoeseventos.unijui.edu.br/index.php/conabipodihu/article/view/9267>. Acesso em: 25 jun. 2019.
Seção
GT I - DEMOCRACIA, VIOLÊNCIA ESTRUTURAL E CONFLITUALIDADE