EDUCAÇÃO INCLUSIVA E A OBRIGATORIEDADE DO CURRÍCULO

  • Magali Gomes
  • Jeferson Pinheiro
  • Simone de Avila Pinheiro

Resumo

O presente artigo traz uma discussão sobre a inclusão de alunos com necessidades educacionais especiais em escolas de ensino regular. Entender como se apresentam as propostas curriculares para a inclusão efetiva desses alunos nas escolas é um dos objetivos desse artigo. A importância da família no auxílio ao professor, na busca do êxito da inclusão e sobretudo da aprendizagem dos alunos. A capacidade da escola constituir uma rede coerente e sólida de profissionais na construção do currículo para os alunos com necessidades educacionais especiais é fundamental e necessária para a inclusão. Neste recorte a intenção também é entender um pouco melhor a constituição do currículo para os alunos com necessidades educacionais especiais, sua formação e sua aplicabilidade. Além, de discorrermos sobre as leis que favorecem a inclusão nas escolas e como os professores estão preparos para que isso aconteça de fato. Para tanto, optou-se por uma pesquisa qualitativa, utilizando-se da pesquisa bibliográfica. O sucesso da inclusão não deve ser visto como apenas um esforço em contemplar o currículo escolar, e sim agir no conjunto de fatores que regem a escola e a fazem funcionar. Qualificar as aprendizagens e atender as necessidades dos alunos é fundamental, assim como, qualificar e atender as necessidades dos professores para atender estes alunos, o que requer formação e formação continuada.

Publicado
2019-02-11
Como Citar
GOMES, Magali; PINHEIRO, Jeferson; PINHEIRO, Simone de Avila. EDUCAÇÃO INCLUSIVA E A OBRIGATORIEDADE DO CURRÍCULO. Seminário Internacional de Alfabetização, [S.l.], fev. 2019. Disponível em: <https://publicacoeseventos.unijui.edu.br/index.php/alfabetizacao/article/view/10707>. Acesso em: 17 ago. 2019.
Seção
Artigos Científico